Decolar Diário de Viagem

Diário de Viagem: Destino - Natal - Rio Grande do Norte

27.5.17Loucas & Maquiadas

Hi guys! Hoje vim falar de um assunto que a maioria super ama: VIAJAR!!!
Da última vez que contei aqui sobre minha viagem em família, o post bombou e muitas pessoas me pediram para contar mais experiências que tivemos, então bora conferir a viagem mais recente que fizemos, e caso queira acompanhar todas as viagens que já contei aqui, basta clicar ali na lupa e pesquisar por "Diário de Viagem".

A viagem anterior foi para Belo Horizonte, e vale conferir o post! E assim como para aquele destino, novamente usamos a Decolar.com para mais essa "aventura" em família.

Primeiro a escolha do nosso próximo destino:
- Sofia: Quero praia!
- Marido: Quero Nordeste!
- Eu: Ok, vou pesquisar!!! hahaha


O Brasil é maravilhoso e eu quero conhecer muito ainda do nosso país, mas nessa pesquisa de destino para passar poucos dias, porém aproveitar muito, escolhi NATAL - RN...

- O HOTEL - 

Comecei minha pesquisa no site, como mostrei no post anterior, é muito fácil fechar o pacote pela Decolar, mas vale algumas dicas:

Antes de comprar a viagem, pesquise bastante na internet a viagem do seu perfil.

Por exemplo: Eu viajo com "criança" (ok, ela tem 12 anos e não é mais tão criança), portanto procurei praias de Natal boas para ir com crianças, tanto em relação ao mar mais calmo, como atrativos e estrutura. Logo vi que PONTA NEGRA era essa praia...
Definido isso, fiz a pesquisa na Decolar, por pontuação, e entrei nos comentários para ver quais eram as principais reclamações e elogios de cada hotel... (isso já avaliando dentro do valor que eu poderia pagar).
Outro ponto interessante do site, é que podemos filtrar por tipo de acomodação, visando o perfil da nossa viagem, bem como regime (alimentação) e serviços...


Não foi fácil, pois Natal tem uma vasta lista de hotéis que parecem ser excelentes. Mas eu entrei na descrição de cada um, e vi que eu queria estar próxima ao Morro do Careca, pois além da vista deslumbrante, é a parte que mais possui restaurantes e ótima estrutura comercial.

Decidi então ficar no Kristie, que não é um mega hotel, mas está acima do nível de pousada... Tem ótima estrutura, uma piscina maravilhosa e um diferencial no Café da Manhã, que contarei mais abaixo!

O Kristie possui 2 prédios, um com flats e outro com apartamentos simples. O prédio dos flats tem a piscina maior, porém os quartos ficam bem em frente a piscina, o que pode incomodar um pouco quem se hospeda lá.
O outro prédio tem duas piscinas bem pequenas (adulto e infantil), é onde fica também o restaurante do hotel e possui acesso direto à praia.
Independente de qual prédio você escolha, o uso das piscinas é livre para todos os hóspedes.


  Acima - Piscina do Kristie Flat


Piscina do Kristie Beach e ao lado restaurante - prédio em que nos hospedamos

O quarto é relativamente pequeno, mas só o usávamos para dormir mesmo!

O diferencial do café da manhã do Kristie é que além do buffet, podemos pedir alguns ítens do cardápio, que são preparados na hora, como as tapiocas de diversos sabores (doces e salgadas), o queijo coalho na chapa, o suco de laranja e os deliciosos crepes (a Sofia amou e não esquece do crepe de sorvete, super refrescante).

- TRANSPORTE / LOCOMOÇÃO - 

Nas pesquisas que fiz, vi que as praias de Natal são um pouquinho distantes uma da outra, e que para aproveitarmos o pouco tempo que tínhamos, seria melhor estarmos com carro "próprio", pois pegar taxi para todos os pontos, começando pelo percurso aeroporto/hotel, sairia muito caro.
Pela própria Decolar.com alugamos um veículo da Budget. Foi super tranquilo, basta ter habilitação, fazer um cadastro rápido e retirar o carro no aeroporto!
Há outras empresas de locação no site da Decolar, mas essa era a mais barata!



- PASSEIOS -

Dunas e Lagoas

Essa foi outra parte complicada, pois queríamos aproveitar ao máximo, mas ficaríamos apenas 3 noites (fomos na sexta-feira a tarde e saímos na segunda-feira de manhã).
No dia que chegamos, curtimos a praia de Ponta Negra e a piscina do Hotel.

Na manhã seguinte, fomos para a Praia de Genipabu, e lá acabamos fechando o passeio de Buggy pelas dunas.
Em Ponta Negra há muitas agências oferecendo esse serviço, saindo do hotel, mas como estávamos de carro, saiu mais barato.
Para ter uma idéia: 
Pela agência: Saindo do Hotel de Buggy, E fazendo o passeio curto, somente até o Rio Ceará-Mirim, custaria R$150,00 cada pessoa - Somos em 3 R$450,00
Com buggy a partir da Praia de Genipabu: Pagamos R$200,00 o passeio até a praia de Jacumã (onde almoçamos no restaurante Ponta da Pedra).

 Sofia sofrendo na subida da Duna em Genipabu



A primeira parada do passeio pelas Dunas, é em Genipabu mesmo, de onde se tem uma vista de tirar o fôlego e também, para quem quiser, por um valor pago a parte, tem o passeio de Dromedário.




Travessia de balsa do Rio Ceará- Mirim - Em cada balsa vai 1 carro e seus ocupantes. O balseiro guia as pequenas balsas com uma espécie de remo. Nosso bugueiro e guia brincou dizendo que o motor da balsa é a base de cachaça e rapadura! Pois não há motor, é totalmente movida com força e muita pratica. A travessia é paga. Custou R$30,00 ida e volta.

Encontro das águas do Rio Ceará- Mirim com o mar.  Quando a maré está baixa, o mar fica com esse tom avermelhado, devido as águas do rio; Quando a maré sobe, o rio fica azul, devido a água do mar!


 Para o passeio pelas dunas, super recomendo uma blusa com fator de proteção solar, óculos escuro, muito filtro solar , câmera fotográfica ou celular  e água!


 Nossa próxima parada foi na Lagoa de Pitangui. Além do lugar ser uma delícia para se refrescar, tem aqueles peixinhos que já deixam as cutículas dos pés em dia hahaha... 
E para quem já estiver com fome, ou quer matar a sede, nesse local há uma "lanchonete", com petiscos, lanches e bebidas.

Ainda na Lagoa de Pitangui, tem a tiroleza, com valor pago a parte (pagamos R$10,00 e ainda recebe um CD com 20 fotos)

Dunas Douradas - cenário de algumas novelas da Globo



Fizemos mais uma parada na Lagoa de Jacumã, onde tem o "Aerobunda", "esquibunda" e Kamikaze .
Meu marido desceu no Aerobunda, que é uma tiroleza, que você vai sentado, e no fim, pula na água. (na foto, Sofia filmando a descida do pai)



Seguimos para as dunas móveis (R$10,00 a entrada do veículo)



Fomos até o Restaurante Ponta da Pedra, almoçamos e finalizamos esse passeio, retornando para Genipabu, onde estava nosso carro.
(Praia Ponta da Pedra em frente ao restaurante)

Ponte Newton Navarro

Forte dos Reis Magos

Não podíamos perder tempo, portanto, no dia seguinte fomos conhecer o Forte!

A fortificação - conhecida como Forte dos Reis Magos - possivelmente teve sua construção iniciada apenas em 1603. Em 1630, era mencionada como totalmente concluída, na sua forma atual. Acredita-se que seu projeto e os acréscimos posteriores, sejam de autoria do engenheiro-mor do Brasil, Francisco de Frias Mesquita. De 1634 a 1654, esteve sob o domínio holandês, chamando-se Castelo Ceulen. Ao longo dos seculos as condições do Forte se deterioraram e não houve nenhuma modernização ou ampliação de sua artilharia.
Em 1894, o Forte dos Reis Magos deixou de ser considerado um elemento defensivo para o Exército e foi desativado em 1904, mas chegou a ser usado durante a 1ª Guerra Mundial. Passou para a guarda da Marinha no início do século XX, quando ocorreu a instalação de um farol que funcionou, também, como morada do faroleiro e sua família. Após sofrer um grave processo de degradação, o Forte foi tombado pelo Iphan, em 1949, e restaurado entre 1953 e 1958.
Na década de 1960, passou a ser administrado pela Fundação José Augusto/Governo Estadual do Rio Grande do Norte. Em 2013, retornou à jurisdição do Iphan, que realizou pesquisa arqueológica e histórica. Está em andamento a elaboração do projeto de restauro, para restauração da edificação e preservação de um dos bens culturais mais expressivos do Brasil, permitindo sua apropriação pela sociedade. (texto site Iphan)






Não sei dizer o valor do ingresso para visitar o Forte, pois aos Domingos a entrada é gratuita (fomos no domingo)

O Maior Cajueiro do Mundo

Ainda no domingo, aproveitamos para ir até o Maior Cajueiro do mundo.
Com aproximadamente 10.000 m² de copa, e crescendo de 1 a 2 m² por ano, em um emaranhado de galhos, o cajueiro está registrado no Guinness Book como o maior do mundo. 
Um mirante permite observar a árvore de cima e ter noção do tamanho de sua copa.
Atualmente perdeu 90% de sua safra, mas já chegou a produzir 90.000 frutos por ano.
O cajueiro fica em Pirangi do Norte, no litoral sul de Natal


Caule matriz

 Na área do cajueiro até as lixeiras são em formato de caju. Fofura demais !!!

Um cajueiro de tamanho normal foi plantado no parque, para quem não conhece, ter uma noção da diferença entre um cajueiro "normal" e esse que sofreu anomalia. Com a seta destaquei o cajueiro normal, as demais partes "verdes" fazem parte da copa do maior cajueiro.

Aproveitamos para descer até a praia de Pirangi, onde pretendíamos passar o restante do dia, mas " Infelizmente, não é tão bom!" . Acabamos retornando para Ponta Negra antes do previsto, mas isso não foi um problema, pois lá a praia é maravilhosa.

Praia de Ponta Negra e Morro do Careca

Nossa última manhã em Ponta Negra, acordamos cedo e fomos caminhar na praia. Apesar de ter amanhecido um dia chuvoso e sem sol, pudemos aproveitar até os últimos minutos.

 Caminhando as 6:30 da manhã na Praia de ponta Negra

A direita, área de preservação e entrada proibida - Morro do Careca.


Vista do fim da praia. Após o Morro do Careca.


A areia da praia de Ponta Negra é bem fininha e para quem leva "tatu pra praia", assim como eu, excelente para cavar buracos e construir castelinhos!


Natal é maravilhosa! Pretendemos voltar e visitar os demais locais que não fomos dessa vez. É sem dúvidas uma viagem inesquecível!!!

Beijos
Wiccas

You Might Also Like

0 comentários

Pinterest

Formulário de contato